Comentando o Volume #33 – Zetman vol. 04

ZETMAN_A04_1441045607524791SK1441045607B

Terça chegou e aos poucos eu arrumando a casa por aqui (embora já são quase 11h e o post não saiu ainda, infelizmente acho que isso tende a piorar quando chegar dezembro).

Bom, hoje vou falar de um dos meus mangás favoritos da atual “safra” que temos nas bancas. Ok, eu sei que o volume 4 é de setembro, e até o 6 já saiu (embora o meu ainda não chegou). Mas eu resolvi falar do 4 pois tenho visto muitas críticas negativas a ele com relação a história e ao que acontece no volume.

Para começar, muita gente aqui no Brasil conheceu Zetman pelo anime de 2012. Não que isso não seja positivo, porém o anime era muito fraco (porque não dizer, ruim) e não conseguiu retratar o mangá. Então hoje vejo muitas pessoas que tentam comparar os trabalhos, já vi alguns dizendo “me arrependi desse mangá, o anime não era tão pesado quanto o mangá”.

Exato, Zetman é um mangá muito, mas realmente muito pesado. Esse volume 4 é mais polêmico ainda, como muitas mortes pesadas e violentas, além de cenas explícitas de estupro e nudez.

Muitas reviews que tenho visto falam que esse ponto foi extremamente desnecessário para a obra e que foi apenas um fanservice exagerado buscando apenas agradar quem quer os “punheteirinhos” ou quem gosta de falar “SEINEEEEEN PSICOLÓGICO”.

Porém isso faz parecer que é um caso isolado e que destoa da história, mas não, ele sempre foi assim, desde o primeiro volume. Eu comentei isso na resenha de Berserk, que mesmo a obra sendo foda, ela não é pra todo mundo, e Zetman segue o mesmo caminho. No primeiro volume tivemos a morte do avô, depois a tentativa de assassinato da “tia”, no 3 nós vimos as experiências com Jin, até mesmo simulando a morte da “tia”.

Zetman mostra a evolução de seus protagonistas através da dor. Principalmente Kouga, que ainda vai acabar desenvolvendo uma justiça distorcida por causa desse episódio todo. E é esse o ponto que eu queria entrar, esse volume 4, com toda sua história “passando do limite” é necessário, no 5 já é explicado porque o “vilão” fez tudo aquilo, e no futuro, toda essa dor e maldade vai acabar moldando a personalidade de Kouga.

Mas eu entendo quem não gostou e acabou abandonando o mangá, conheço pessoas que fizeram a mesma coisa com Gantz e Berserk por seus “temas desnecessários”. É como já comentei várias vezes, esse é um tipo de obra que não é para todo mundo, mesmo quem gosta de “SEINEEEEN” ainda assim deve ficar com um pé atrás antes de se jogar em Zetman.

Ao menos para mim, Zetman está sendo o melhor mangá de 2015.

Anúncios

4 comentários

  1. Eu particularmente achei muito bom o volume 4 de Zetman, ainda não tive tempo de ler o 5 mas estou curioso para saber o que o “vilão” vai contar para o Kouga e como ele vai absorver tudo isso. Não lembro muito do anime até porque dropei na época, então nem tem como pensar em comparar. E é exatamente como você disse, Zetman não é um mangá para qualquer um, ele tem uma abordagem pesada e vemos isso desde o primeiro volume então não adianta o pessoal falar que é desnecessário, pois acredito eu que tudo que está acontecendo vai moldar cada um dos envolvidos para os eventos futuros.

    E sim, melhor mangá de 2015!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s