O Que Poderia Ser Publicado No Brasil? #05.1

dantalian_no_shoka-18123

Bom dia pessoal, chegando hoje com mais um daqueles posts que tem agradado vocês em que discutimos sobre o que poderia ser publicado aqui.

Como vocês sabem, dia 28 teremos o NewPOP Day, onde a editora prometeu 19 anúncios. Como a editora é a que mais investe em novels no Brasil, obviamente as expectativas do pessoal já se elevaram. Ao que tudo indica, ao menos 3 novels vão ser anunciadas, todas elas da franquia K.

Mas nós queremos mais né? Então o tema de hoje é esse: NOVELS.

Separei aqui 5 novels que eu compraria se fossem publicadas e mais 1 que eu queria ver relançada. Porém o tema rendeu mais do que eu pensei, e cheguei a ter 10 títulos, por isso semana teremos uma segunda lista com mais 5 séries.

Um pequeno detalhe: todas eu conheço apenas pelo anime ou por alguma adaptação pra mangá, porém eu compraria elas em versão novel mesmo. Outra coisa, eu só consegui informações vagas sobre publicação de algumas delas, então se estiver errado, me avisem que eu arrumo. 😀

Então vamos lá, 5 títulos novels que poderiam ser publicadas no Brasil e 1 relançamento.

DANTALIAN NO SHOKA – Completo com 8 volumes.
dantalian
Dantalian no Shoka, ou A Biblioteca Mistica de Dantalian (como possivelmente seria publicado aqui) conta a história de Hugh Anthony, um jovem ex-piloto da FAR e que precisa voltar ao interior após a morte de seu avô. Chegando lá, ele encontra a misteriosa Dalian, a guardiã da Biblioteca Mistica de Dantalian. Agora os dois precisam juntos reunir os perigosos “livros fantasmas”.
PRÓS: Já está completa e 8 volumes é um número razoável para a publicação de uma novel na minha opinião. A adaptação em anime foi uma das mais lindas que vi nos últimos tempos.
CONTRA: O anime não é recente, foi de 2011 e também nos foi do tipo que criou um fã clube fanático como outras obras.

 CHUUNIBYOU DEMO KOI GA SHITAI! – Em publicação com 4 volumes.
Chūnibyō_Demo_Koi_ga_Shitai!_volume_1_cover
A comédia romântica sobre o garoto que ao entrar no ensino médio promete “recomeçar do zero” sua vida escolar e deixar para trás seu passado vergonhoso de quando sofria da chamada “crise da oitava série”. Porém seus planos vão por água abaixo quando ele encontra a “pirada” Rikka, uma garota que sofre da mesma crise, e pior, conhece seu passado.
PRÓS: A série já teve duas temporadas em anime, a mais recente em 2014, e que tiveram uma grande aceitação do público, até eu gostei, e olha que sou chato pra essas “comédias bobinhas”. A temática da série também é algo que agrada o público mais “espalhafatoso”, vulgo Otakinhus (não querendo ofender ninguém, mas né) que enchem o saco nos eventos.
CONTRA: Pelo que consegui achar na internet, até o momento o mangá só tem 4 volumes e é quase anual o lançamento de novos, isso pode ser complicado no Brasil, em meio ano estaria em hiato e se até mangás caem no limbo eterno, imagina uma novel. (não que importe, mas imagina você indo na livraria e perguntando se essa série já chegou).

 GOLDEN TIME – Completo em 11 volumes.
Golden_Time_Volume_1
Aqui temos um romance ao estilo mais normal possível, porém com alguns dramas interessantes. A série se foca em Banri, um jovem normal que acabou de entrar na faculdade, e lá ele conhece diversas pessoas, entre as quais a bela e maluca Koko. O problema é que Banri sofreu acidente antes de entrar na faculdade e que lhe fez perder todas as memórias, e aos poucos elas vão voltando e mexendo com a vida de todos a sua volta.
PRÓS: A série é um romance bem divertido e leve, que agradaria bastante um público mais feminino (sem esteriótipos) ao mesmo tempo que tem uma questão de drama que se desenvolve de maneira sutil e interessante. Ele ganhou uma animação de 24 episódios entre 2013 e 2014, mas honestamente não sei como foi a recepção do público.
CONTRA: Mesmo estando completo, a obra tem 11 volumes, isso seria 2 anos de publicação sem problemas (que sempre tem), isso talvez afaste um pouco o público. Também tem o fato de ser romance, o que pode perder os fãs de “ação”, que creio eu, sejam maior parte do público.

JOJO’S BIZARRE ADVENTURE: OVER HEAVEN – Volume único.
image_jojos-bizarre-adventure-over-heaven-novel_large
Uma novel de volume único focada em Dio. A obra é como um diário escrito pelo ponto de vista do vilão durante suas batalhas e revelando fatos sobre seu passado, como a história de sua pobre mãe. Na ordem cronológica de JoJo, ela entraria na fase Stardust Crusaders.
PRÓS: Bom, se não podemos ter a série original por enquanto, quem sabe a publicação de uma novel sobre a franquia não seria interessante para “testar o mercado”? Outro ponto positivo é que a obra é sobre Dio, personagem favorito de muitos (até mais que os mocinhos) e pesa também o fato dela ser ambientada na fase SC, também muito admirada pelos fãs (e também modinhas).
CONTRA: É JoJo, e meio que a série virou um tabu no Brasil. Outro ponto negativo é que as editoras com “bala na agulha” para trazer o título não investem em novels, enquanto a NewPOP não tem “chulhão” suficiente para JoJo.

 ACCEL WORLD – Em publicação com 18 volumes.
rOSEe
(Antes de mais nada, AW está para SAO, assim como HxH está para YuYu, ou seja, um nível acima. Acertados isso, vamos falar da série).
Brincadeiras a parte, Accel World é uma das obras que eu mais queria ver na minha coleção. A série conta a história de Haru, um garoto baixo e gordo que vive isolado do mundo, mas que vê sua vida mudar ao conhecer a bela Kuroyukihime. Ela lhe apresenta o Brain Burst, um jogo secreto de luta que permite ao jogador acelerar o tempo. Juntos, eles decidem enfrentar todos os jogadores e serem os primeiros a finalizar o game.
PRÓS: Ele é sucesso não só no Japão como também no Brasil, a adaptação para anime em 2012 fez tanto sucesso que esse ano foi anunciada a segunda temporada e o pessoal surtou. E não que Accel World precise (pelo contrário, ele se mantem sozinho e é melhor), mas o rótulo de “a outra obra do autor de SAO” ajuda muito.
CONTRA: 18 fucking volumes e ainda em publicação. Honestamente, alguém acredita que uma novel assim possa ser publicada aqui? Torço para morder minha língua, mas é muito difícil pessoal.

Relançamento: SAMURAI X – Completo em 2 volumes.
RUROUNI_KENSIN_1247717956B
Admito que precisei ir no Biblioteca Brasileira de Mangás para encontrar as novels que já saíram no Brasil. Lá encontre duas que me chamaram muito a atenção e no post de hoje a escolhida foi do meu amado Kenshin. São dois volumes, cada um contando uma história sobre o ex-retalhador. A primeira é uma história inédita sobre um roubo de um livro, e a segunda conta sobre quando ele impede que Sanosuke cometa um atentado terrorista ao lado de Tsukioka. As novels foram lançadas pela JBC em 2006.
PRÓS: Kenshin é amado por todos no Brasil, isso é fato. Seu relançamento foi um sucesso, até a visita do autor foi sucesso. Relançar a novel (assim como foi com Sakabatou e Kaden) seria completar de forma perfeita essa nova edição, e público tem.
CONTRA: Não vejo o porque não, a JBC parece estar revendo suas novels, vem Another inédito ai, já teve nova tiragem das de Death Note, então porque não fazer uma nova para Kenshin? Não sei, e talvez nem mesmo o Cassius saiba.

Anúncios

26 comentários

  1. Esse é bem difícil, mas eu queria Baccano!. E concordo que Accel World é MIL vezes melhor que SAO (assim como Yu Yu > HxH 😛 kkkk).
    Ah, as novels do Kenshin tem na Comix e até já pensei em comprar, mas é tanta coisa (fora que tô evitando essa loja ao máximo)

  2. Belo post Haag! É certeza que a NewPop ainda vai anunciar mais algumas LN. Estou querendo ver quando vai chegar o Fate Zero que a NewPop anunciou no AF, provavelmente vai ser a primeira LN que irei comprar. A do Kenshin eu também gostaria de ter, como estou comprando o mangá aos poucos quero ter a coleção completa do que já foi lançado, afinal é um dos mangás que mais estou gostando de ler. Uma que provavelmente pode estar nos 28 anúncios deve ser SAO que se não me engano são só 5 volumes (posso estar errado).

    • Juntando todas as fases atualmente são 16 volumes de SAO. Agora, não sei dizer quantos por arco.
      Fate/Zero poderia vir agora em dezembro, ai iria intercalar com NGNL, mas não acredito que a NewPOP tenha essa capacidade de manter uma periodicidade (saudades 5 cm/s) e também não quero mais um primeiro volume feito as pressas e com erros de português.

  3. E agora vamos ao texto^^

    0. Preâmbulos. No dia 27 (ou seja, um dia antes do evento da Newpop) terá uma postagem sobre o que eu acho que pode ser anunciado e no texto eu cito duas das novels que você citou.

    1. Eu lembro do anime, mas não assisti a tudo, então não sei era bom ou não. Não vejo pessoas falando dele, então não sei exatamente se seria uma boa ideia o lançamento. Mas a NP trouxe a série K e eu tb não via pessoas falando….

    2. Se a Newpop trouxer ela não necessariamente precisa lançar bimestralmente. Pode lançar trimestral ou mesmo com uma periodicidade maior…

    3. Isso se chama heresia. Teremos que chamar a Santa Inquisição e denunciar você. Rsrsrs. Golden Time é ótimo, muito divertido e dramático, mas…. MAS NÃO É TORADORA. Curiosamente, ontem mesmo me deparei com isso:

    Golden Time, se vier, não pode vir antes de Toradora, pois é pedir para ser fracasso.

    4. A única editora brasileira que poderia lançar Jojo Bizarre Adventure (o mangá mesmo) é a Newpop. Sim, isso mesmo! Não é loucura, juro. Vou explicar: Jojo são séries separadas e por mais que uma seja continuação da outra elas poderiam facilmente ser lançadas sozinhas. Quem lê uma parte consegue entender bem o mangá sem problemas. Só que o autor deseja que seja lançado tudo… (EUA foi caso isolado porque a Viz é da Shueisha e deve ter obrigado o autor a aceitar). MAS (e é aí que entra o ponto interessante) lançar tudo, não significa lançar tudo junto, os 63 primeiros volumes não precisam ser lançados mensalmente durante 5 anos e nem bimestralmente durante 10. Seria mais como “lançar para sempre”. Rsrsrs. De maneira mais espaçada…

    Primeiro lança uma série, depois outra, depois outra, tal qual a nova versão da Viz, tal qual a Newpop faz com… Madoka. Por que a comparação? Uma pessoa pode comprar The differente story sem ter lido a série principal, pois não é pré-requisito. Do mesmo modo, uma pessoa pode ler Stardust sem ter lido Phantom Blood. Assim, as pessoas não precisam comprar tudo e gostar de tudo e sempre surgirá novos compradores. Se a primeira série tem traço mais datado e história ruim, as demais conseguirão encontrar novos consumidores…A estratégia da Newpop poderia dar certo principalmente porque você não precisaria ficar comprando todo santo mês o mangá…

    Mas a Shueisha não negocia com a Newpop, FIM.

    5. Exatamente isso, volumes demais. Sem chance para Newpop. (Não acho que qualquer outra editora lançaria novels).

    • Vamos a resposta do textão 😛

      0. Semana que vem eu vou fazer a parte 2, então ainda tem chances de acertarmos mais algumas. Mas fiquei curioso, você disse que cita duas novels que eu coloquei, mas pelo seu comentário parece que você concorda apenas com CHUUNIBYOU DEMO KOI GA SHITAI! (sim, dei ctrl+c, não sou louco de escrever isso tudo). A outra seria JoJo ou Golden Time?

      1. É como você disse, K também não estava no Top5 de favoritos do pessoal, e mesmo assim veio e aparentemente foi bem recebido. Acho que Dantalian conseguiria se sair bem, é uma proposta boa.

      2. Eu queria uma periodicidade trimestral, acho até que NGNL já poderia ser assim, pois evitaria o hiato por mais tempo e pouparia um pouco a carteira, já que Novel é mais caro que mangá.

      3. Vou ser crucificado agora, mas nunca assisti Toradora. Sobre o GT, os dois primeiros episódios são bem fraquinhos mesmo, eu demorei muito pra passar deles e assistir, mas quando começa a questão do drama e o foco fica mais no Banri do que na Koko, acho que a história fica ainda melhor. Mas sei lá, não vi Toradora para poder comparar eles. 😛

      4. Olhando por esse ponto eu vejo lógica, mas se for pensar que é possível publicar apenas por fase, ai Panini vira um opção lógica assim como já fez com Pokemon, além claro de conseguir negociar com a Shueisha. Gosto muito da NewPOP por ter a politica de não cancelar, isso me deixaria mais confiante em comprar JoJo, mesmo que eles levem anos pra publicar.

      5. É :/

  4. Na verdade os dois que eu citei são: Golden Time e Accel World^^.

    —–

    Mas problema de Jojo ainda persiste:a exigência dos 63 volumes. Jojo não é One Piece e não é Naruto, então não imagino a Panini brasileira arriscando dessa forma. Nem a JBC, pois ela já disse isso. Enquanto houver essa exigência, as duas “grandes” dificilmente trarão o mangá…

    No que eu falei a respeito da Newpop seria a editora adquirir a licença desses 63 volumes (tal qual adquiriu a licença de seus 1 milhão de madokas) e aí ela ir lançando por partes, de forma mais devagar do que JBC e Panini fariam.

  5. Olá, já faz um tempo que acompanho seu blog, mas é a primeira vez comentando, então bora lá:

    Sobre Dantalian: Não sei porque mas sempre que vejo dantalian me vem gosick na cabeça. Nunca parei pra assistir, mas se saísse novel eu provavelmente tentaria pra ver se valeria a pena comprar.

    Sobre Chuunibyou: Eu já li as duas primeiras novels e a história é bem diferente do anime. Compraria com certeza porque eu gostei bastante (e os dois namoram direito nas novels, diferente do anime que é aquela enrolação besta)

    Sobre Golden time: concordo com o kyon e aquele tweet me representa. Eu vi até o ep 12 e larguei sem culpa. Em compensação estou lendo toradora agora e gostando bastante, apesar da Taiga ser meio chatinha no começo.

    Sobre Jojo: Não sei nada sobre Jojo, um dia eu assisto eu juro.

    Sobre Accel World: É melhor que SAO de fato, mas eu ainda acho o segundo arco do anime quase tão ruim quanto o segundo arco do SAO. Mas eu gosto muito da Kuroyukihime, e dizem que a história melhora, então eu daria uma chance. Mas sim, o número de volumes realmente desanima.

    Sobre Kenshin: Nunca li, mas julgando as últimas táticas da JBC, concordo com você, não vejo porque não relançar.

    Esperando a parte dois =)

    • Opa, bem vinda aos comentários, pode comentar a vontade. 😀
      Dantalian é um anime que eu recomendo demais, ele é lindo e mistura bem comédia com drama. Gosto demais dele.
      Concordo com você sobre a segunda parte de AW, eu acho muito irritante, mas ainda assim considero melhor que a fase de Fairy Dance de SAO.
      Parte dois sai semana que vem, sem falta. o/

  6. Haag, o que você acha? Minhas apostas para 2016:

    Relançamentos:

    Dragon Ball Kanzenban Panini;
    Vagabond Kanzenban Panini (Do mesmo jeito que a Conrad publicava);
    Lobo Solitário Kanzenban Panini;
    Cavaleiros do Zodíaco Kanzenban JBC;
    Fullmetal Alchemist Kanzenban JBC (Espero e acredito que a JBC traga logo o Kanzenban);.
    Dr Slump Panini;
    Rurouni Kenshin Kaden JBC (Como assim? Você disse que já foi lançado? Pelo que eu saiba não);
    Nausicaa do Vale do Vento (Edição de luxo, como a Conrad tentou).

    Com certeza, não vão ser todos os 3 próximo ano, mas quem sabe apenas 2 desses?!

    Inuyasha – JBC BIG;
    Yu-Gi-Oh! – JBC BIG;
    Shaman King – JBC BIG.

    Lançamentos:

    Saint Sho JBC (É a única série que falta ser lançada de CDZ por aqui, agora com o fim de Lost Canvas Gaiden é muito provável);
    Pluto Panini (Quem sabe agora com o fim de 20th Century Boys? Espero que comecem a adotar uma regra de não publicarem mangá com mais de 20 volumes bimestral, Berserk pode ser uma exceção já que está em hiato, porém é chato esperar dois meses pra ler uma série foda como essa :/)
    Nondame Cantabile (Velho, na boa, esse título eu compraria FÁCIL, FÁCIL, sem pensar duas vezes, deixaria de comprar uns 3 só pra comprar esse, é uma obra prima é inexplicável como essa obra ainda não foi lançada por aqui espero desde pelo menos 2011 quando o falecido Sony Spin iria transmitir, certeza que venderia feito água, estou botando fé já que estamos nessa onda de mais shoujos/jouseis);
    Mushishi (Outro mangá que inexplicavelmente nenhuma editora ainda lançou);
    One Punch Man (Com o lançamento do Anime, talvez agora chegue).
    Tenchi Muyo (Eu sei que é um mangá antigo e tal e muita gente pede, mas ao contrário dos outros esse tem apenas 10 volumes, não vejo porque não publicar.)

    E entre Light Novels:

    Sword Art Online Panini
    All Need is Kill JBC
    Durara Newpop (Talvez)
    Toradora Newpop (Talvez)

    Reimpressão: (A JBC reimprimou os 2 primeiros volumes de The Lost Canvas e Fairy Tail esse ano, quem sabe essa moda não pega?)

    Reimpressão JBC: Primeiros 2 ou 3 volumes de Hunter x Hunter
    Reimpressão Panini: Primeiros 2 ou 3 volumes de Bleach, Gantz ou quem sabe Kimi no Todoke. Não acredito em nenhum relançamento por enquanto dessas três obras, o mais próximo pra mim de um relançamento é Claymore).

    • Honestamente? Não acredito em 90% disso. Meus chutes para 2016 (ou lançamento ou no minimo anúncio:

      Panini:
      One Punch-Man (a italiana anunciou e essa semana amexicana também, acho que na CCXP a brasileira)
      Dr. Slump
      21st Century Boys
      One Piece Green
      Sword Art Online – GGO (mangá)
      Haikyuu!

      Lobo apenas em 2017 ou 2018. Dragon Ball não volta tão cedo, se é que volta. Sem relançamentos ou reimpressões. SAO ainda ganha mais uma adaptação antes de finalmente vir as novels. Temos que pensar que a Panini tem muito mangá ainda pra 2016, e poucas que terminam.

      JBC:
      Koe No Katachi
      FMA (relançamento normal, como YuYu)
      Tsubasa (relançamento normal, como Chobits)
      Ajin (bimestral)
      Knights of Sidonia
      Shigatsu Wa Kimi No Uso

      Saint Sho é muito curto. Não vem nenhum Big, Éden vai até novembro e Blade até 2017. Shaman não vem junto com FMA, assim como YuYu não veio com Kenshin. Hunter é mais fácil voltar pelo Togashi do que pela JBC. A novel de All You Need Is Kill pode rolar, mas vai depender das vendas da nova edição.

      Kenshin Kaden já tinha saído a alguns anos e em julho ganhou uma reimpressão, a Comix, a LigaHq e a Jambo ainda tem com preço justo.

      Kanzenban no Brasil? Mais fácil JoJo. 😛

      • Haag, como você afirma com tanta certeza que Dragon Ball não volta tão cedo? Ele é um dos principais carros-chefes da Panini e não to falando só de mangás. Na página do Facebook eles vivem postando curiosidades que nem teve haver com o mangá e o pessoal pergunta muito sobre a Edição Definitiva, e a resposta da Panini é que “Estamos verificando e estudando.” Tem muita coisa de Dragon Ball que ainda falta ser lançada como os Movies Books (Todos de Cavaleiros do Zodíaco e Yu Yu Hakusho foram lançados e de Dragon Ball não), a Daizenshuu que é considerada a “Bíblia” de Dragon Ball, etc.

        Considero 20th Century Boys e 21th Century a mesma coisa, é óbvio que a Panini vai lançar a continuação, não conto como lançamento. xD

        Saint Sho ser curto não é bom? Qual o problema? É a única coisa que falta ser lançado de CDZ. =P A série é um fenômeno a única que tem absolutamente tudo lançado por aqui, até mesmo no mercado de Home Vídeo. Hunter x Hunter, tava falando só de uma reimpressão dos primeiros 2 ou 3 volumes.Pq Kenshin Kaden só teve reimpressão e a Sabakatou de Yahiko não? Estranho. oO

      • Dragon Ball e Hunter x Hunter é bem simples: as editoras já disseram não. Então é não. Dragon Ball recém terminou, e um relançamento seria a 4ª vez que ele iria pras bancas. Movies Book? Isso não sai mais, o público que comprava essas coisas antigamente não é o mesmo de hoje em dia, antigamente se comprava revistas como a Heroes (bons tempos) e a Dragão Brasil, hoje em dia é só os mangás e olhe lá, nem databook vem com tanta facilidade assim. Outra, a Panini já avisou que a prioridade deles é OUTRAS obras do Akira, por isso falei em Dr. Slump.
        Agora, se você me falar em Dragon Ball Super em 2017 ou 2018, ai sim, concordo com você.

        21st Century Boys ainda não foi confirmado pela Panini. A Beth falou que ainda estão estudando. É só pensar em Sword Art Online, Aincard e Fairy Dance não são continuações? E não levou quase um ano entre elas? Então sim, seria um lançamento. O mesmo serve para Kuroko: Extra Game ou Tokyo Ghoul: Re.

        Saint Sho ser curto é horrível. Ele tem apenas 6 volumes e está em publicação ainda numa revista mensal. Já me basta Blue Exorcist com 1 volume por ano.

        E esse pensamento de “só falta ele” não é o suficiente para afirmar. Sem contar que ainda falta Episodio G: Assassin de Saint Seiya.

        A Sakabatou de Yahiko foi relançada em julho, no mesmo molde de Rurouni Kenshin. Até fiz um post dele aqui no blog.

      • Ué… mas só porque acabou de terminar, não justifica isso, Naruto Gold é o maior exemplo disso. =P Eu não vi a Panini dizendo não, e sim que estava estudando isso, e acho que todo post de Dragon Ball que tinha por lá alguém falava da edição definitiva. Hunter x Hunter, seria só uma reimpressão dos primeiros 2 ou 3 volumes, o que isso seria ruim pra editora? Uma das suas séries mais famosas, esse ano não reimprimiram Lost Canvas e Fairy Tail?

        É ruim a coisa está em hiato ou em andamento, mais pro leitor lógico. Mas não impede da empresa lançar, como você falou temos Blue Exorcist e Gangsta. Sem falar que estamos falando de CDZ.

        Sim eu sei que foi relançado, mas porque só reimprimiram Kaden e Yahiko relançaram? Estranho. oO Realmente o preço dele foi caro pra caramba, se fosse 7.90 ainda dava até pra aceitar. Kkkkk

        Eu não entendo porque você achar mais fácil Jojo do que Kanzenban, o mercado tá crescendo cada vez mais, e particularmente estou gostando do rumo que está tomando. Poxa Death Note Black Edition é como se fosse e olha o preço dele R$ 40, e fez tanto sucesso, pelo menos os que foram lançados por aqui não chegaram nem perto disso…

      • Beleza! Não esquece de Beck (música) também. Apesar desse ser um pouco complicado já que é um pouquinho longo (30 volumes) e o anime só tem 26 episódios. oO

        A Nova Sampa é uma péssima editora acabou com Vagabond, os únicos dois títulos “grandes” que ela lançou foram Oldboy e Gurren Lagann.

        Já vi gente falando que a JBC podia fazer um selo só para mangás de esporte pra aproveitar as Olímpiadas. xP Super Campeões e Major (sqn 70 e poucos volumes)

  7. Beleza! Não esquece de Beck (música) também. Apesar desse ser um pouco complicado já que é um pouquinho longo (30 volumes) e o anime só tem 26 episódios. oO

    A Nova Sampa é uma péssima editora acabou com Vagabond, os únicos dois títulos “grandes” que ela lançou foram Oldboy e Gurren Lagann.

    Já vi gente falando que a JBC podia fazer um selo só para mangás de esporte pra aproveitar as Olímpiadas. xP Super Campeões e Major (sqn 70 e poucos volumes)

  8. Eu adoraria se Chuunibyou fosse lançado aqui. O anime ta no meu Top 10 (sério, sou apaixonado por Chuunibyou) então compraria com certeza.
    Fora ele, o único que eu pegaria seriam as novels do Kenshin pra no futuro quando eu comprar o mangá já ter tudo completo.
    Eu tentei ler Jojo e até hoje não entendo como podem gostar tanto dessa porra, então da novel eu passo longe. E apesar de ter assistido e curtido GT e AW, não compraria as novels não…
    As que eu quero MESMO que lancem aqui são Rokka no Yuusha, OreGairu e Durarara. Eu torço pra que milagrosamente pelo menos uma delas seja anunciada pela NewPop.

  9. Nao entendo de novels, então prefiro não arriscar. Porém vejo chances de ano aue vem sair Haikyuu, SnS e OPM pela panini. Pluto acho um pouco dificil pois a editora mostrou duvidas até quanto a 21 Century Boys( apesar de que esse acho que sai, alguns meses depois do fim do 20CB, mas sai) pelas vendas terem sido menores do que o esperado. É a editora que acho que tem mais chances de ter “roubado o Vagabond do amiginho”, por a JBC não se interressar em mangá tão grandes (mesmo se viesse no BIG, visto o historico e tamanho (total e por edição tanko, q já é grande, imagine com o dobro) e o mais titulo da new pop tem 12 volumes no total (em publicação), a não ser que contemos os 100 spin-offs de nadoka XD
    Pela Jbc talvez saia um koe no katashi, aku no hana, ajin e tonari no kaibutsu-kun, talvez hope ou life, mas acho dificil… meu sonho seria ver A Rosa De Versalhes por aqui, e como a editora tem lançado mangás mais antigos… mas esse está mais pra um delirio meu que uma aposta XD devem relançar pelo menos 2 mangás, quem sabe o tão pedido FMA ou Shaman King ou um clamp (tsubasa? Xxxholic?
    New Pop- não sei o que esperar dela, sei q devem anunciar spin-offs de madoka e alice hearts, material de K e a continuação de hetalia, deve sair alguns bl e hentai de volume unico, quem sabe um yuri volume unico pra atender o povo que reclama tanto de não na page da editora… talvez venha um 4-koma novo ou outra light novel/novel, mas não sei arriscar titulos especificos nessa editora, quem sabe Are You Alice? Ou Ano Hana.
    Nova sampa: slam dunk que não vai ser.

    • Bons palpites. Acho que Shokugeki ainda não vai ser ano que vem, talvez só 2017 com o fim de Bub ou hiato de Assassination. Mas Haikyuu! e OPM eu coloco uns 99%.

      Da JBC, só descarto Tonari, eu queria muito a série aqui, mas não imagino ele como um “mangá da JBC”, tomara que eu erre. 😛
      FMA vem no final de Yu Yu e acho que vem o Tsubasa no fim de Chobits. Shaman eu acho que não agora, pois eles não iriam deixar o mangá “enfrentando” FMA nas bancas, assim como YuYu não enfrentou Kenshin.

  10. Eu apoio Accel World e Chuu2, pois adoro os dois. Mas acho que é difícil virem agora. AW é meio longo e não deve ter metade da fansabe de um SAO. Chuu2 foi o que você disse, o novel pode ter poucos volumes, mas o autor tem síndrome de autor de Haruhi :v
    Aliás, eu acho que é um problema similar a Kyoukai no Kanata, um novel que eu quero por aqui mas aparenta estar em andamento com 3 volumes também. Eu achei que já estivesse finalizado, mas este não parece ser o caso. Acho que se Chuu2 viesse eu compraria, mas seria inegável a impaciência que o pessoal teria pelo próximo volume.

    Se eu fizesse uma lista seria algo do tipo:
    1 – Qualquer coisa do Ryohgo Narita (até Vamp! eu aceito).
    2 – Utsuro no Hako to Zero no Maria.
    3 – Legend of Galactic Heroes.
    4 – Bem-Vindo à NHK/All You Need is Kill
    5 – Kagerou Daze.

  11. Esqueci de comentar uma coisa: o Over Heaven só viria se os mangás fossem licenciados aqui, pura e simplesmente assim. JoJo é uma grande marca no Japão e, depois de terem confirmado em uma editora estrangeira que tem um mínimo de volumes do mangá a serem lançados obrigatoriamente (o que impede uma divisão por partes) para que o mangá fosse licenciado, eu imagino que o mesmo vale para as novels. Os mangás precisam estar sendo publicados para coisas afins virem também. E realmente é complicado a editora ser flexível quanto a isso, porque eles sabem que para o pessoal estarem entendendo o que ocorre na novel é porque leram o mangá ilegalmente ou viram o anime (que pelo menos tem o CR para cobrir a ilegalidade – apesar de não ser o que a maioria usa). Ou seja, provavelmente sem o material aqui, eles não devem liberar tão facilmente

  12. Pingback: O Que Poderia Ser Publicado No Brasil? #05.2 | Itadakimasu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s