Comentando o Volume #44 – Deltora Quest I: As Florestas do Silêncio

AS_FLORESTAS_DO_SILENCIO_1292238561B

Bom dia pessoal, CoV na área e dessa vez vou fazer um teste e falar do volume de uma série em livros.

Deltora Quest é uma franquia de livros escrita por Emily Rodda. Ao todo a franquia possuem três fases: A Busca por Deltora com 8 livros, No Reino das Sombras com 3 livros e Dragões de Deltora com 4 livros, todas elas focadas nas aventuras de Lief, Barda e Jasmine para proteger Deltora das garras do Senhor das Sombras.

Em 2006/07 foi feito um (controverso) anime com 65 episódios sobre a primeira fase da franquia. No Brasil todos os livros foram publicados pela Editora Fundamento, e em 2014 começou a ser relançada numa nova edição e já teve 5 volumes publicados.

Então vamos começar pelo começo como diria Capitão Óbvio.

As Florestas do Silêncio é o primeiro livro de toda a franquia, aquele título que nos apresenta todo o universo. E aqui entra um ponto interessante a se comentar, o livro tem pouco mais de 100 páginas (acho que são 104) e mesmo assim ele consegue apresentar completamente o cenário e ainda começar a história.

O livro se divide em dois momentos, o começo é um pequeno “turn back the pendulum” e explica tudo o que aconteceu com o mundo de Deltora para que ele precise ser salvo e já nos dá as primeiras noções do que está para acontecer. Pelo ponto de vista de Jarred, amigo de infância do príncipe, conhecemos a importância dos reis e do Cinturão de Deltora, além de nos mostrar toda a conspiração que levou a destruição do Cinturão.

E ai começa o segundo momento do livro, iniciando com a história principal. Conhecemos Lief, filho de Jarred e que aos 16 anos parte ao lado de Barda para reunir as sagradas pedras misticas e assim montar novamente o Cinturão de Deltora e buscar pelo herdeiro do trono, para salvar todo o reino. Para isso, eles devem enfrentar grandes perigos e visitar os lugares mais perigosos de Deltora.

E essa vai ser a pegada de todos os livros. Cada um deles mostra um dos lugares e uma das pedras especiais.

Cada volume tem em média de 95/105, o que nos permite ler em questão de horas, pois a história repleta de inimigos e monstros perigosos nos cativa e prende. Quem olha o livro de primeira deve imaginar algo “repetitivo” e até mesmo infantil pelo tamanho dele, porém a autora conseguiu fazer uma obra direta e alucinante.

Esse é o ponto que mais me cativa em Deltora. Diferente da maioria dos livros em que existe muita enrolação e que de 300 páginas apenas 150 se aproveita, em Deltora temos apenas coisas necessárias, são 90/100 páginas diretas e num ritmo tão alucinante que não dá tempo de respirar. Mesmo com esse baixo numero de páginas, cada livro consegue ter mais uma ou duas histórias paralelas, com seus respectivos mistérios até vilões, até se concluir com a trama principal e a conquista da pedra.

A proposta principal da trama realmente não aparenta ser nada brilhante, até é bem clichê de RPG: heróis, vilões e busca por item mágico que salva o reino. Porém a forma que isso é explorado e com personagens tão cativantes, faz com que Deltora se destaque entre tantos outros.

O trabalho da Fundamento é muito bom, não achei a confirmação, mas pelo pouco que entendo o papel de todos os livros é o couché (o mesmo das páginas coloridas dos mangás). As capas são muito bonitas e as lombadas vão montando o cinturão conforme as pedras vão sendo recuperadas. Ficam bacanas.

O preço original de capa da edição antiga é R$ 28,00, mas você acha em sebos como a Estante Virtual por entre R$ 10,00 e R$ 19,00.

A nova edição está a venda por R$ 24,00, mas o site da editora vende ele por R$ 17,00. Lembrando que essa edição ainda está recém no volume 5.

Recomendo demais, é uma das melhores séries em livros que eu conheço.

Anúncios

3 comentários

  1. Pow Haag, eu escuto muita gente falando de Deltora, mas eu nunca peguei mesmo pra ler. Eu costumo gostar muito de leituras desse tipo, como são poucas páginas acho que vou dar uma conferida.

    Eu gosto bastante das série de livros mais infantis, como Diário de um banana, Como treinar seu dragão, A lenda dos guardiões, Agência de Fantasmas e Ranger, sendo esses três últimos da Fundamento. Não que eu considere Deltora infantil, digo isso por conta do formato de livro, que é bem parecido.

    Agora uma dica, não sei se você já leu algo do Bernard Cornwell, se não, corre porque é muito show, qualquer livro do cara é sensacional. Os meus preferidos são a trilogia do Graal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s