Novidades do Mercado #36

Segunda começando mais uma semana, e é hora de relembrar todas as noticias da semana que passou.

NewPop_Editora_logo

Editora NewPOP

Vamos começar com a NewPOP que essa semana explicou um pouco mais como vai funcionar suas vendas já que ela não trabalhará mais com bancas.

Entre os 4 pontos abordados pela editora (veja todos aqui), destaque para um deles, em que a editora afirma que todas as suas obras estarão com frete grátis no seu mês de lançamento no site. Segundo ela, é uma forma de compensar quem comprava nas bancas para não pagar frete.

Outra novidade da editora (e que eu critiquei demais) é que ela liberou seu checklist para Março, e surpreendendo todos, No Game No Life 6 está nele, e pior, novamente com aumento de preço, indo de R$ 22,90 para R$ 23,90.

Quem não lembra, o volume 4 já havia sofrido reajuste, e agora no 6 vemos novamente. Segundo a editora o motivo é o aumento de páginas na edição, o que não deixa de ser verdade. Porém ao meu ver isso é uma desculpa muito esfarrapada, pois ou a editora é muito incompetente e não conseguiu prever isso antes (sendo que esse volume já tinha saído no Japão antes mesmo da editora anunciar no Brasil), ou isso é papo só para não dar o braço a torcer que sim, ela sentiu a crise do papel.

Vamos aguardar novos capítulos disso e ver como outros títulos da editora vão vir no futuro. Honestamente, estou cada dia mais decepcionado com a NewPOP, tanto por seus atrasos de publicação (fora o caso do porto, ela sempre atrasou sem motivos convincentes), como por seus erros nas novels e agora com esses aumentos no mínimo discutíveis.

planetmanga

Editora Panini

Entre as várias novidades da editora durante a semana passada, a primeira foi a capa completa e informações de Akame Ga Kill. A obra custará R$ 12,90 e será no “padrão Panini” (que a meu ver tem melhorado aos poucos) e chegará no checklist de Março da editora, o que vocês sabem quer dizer Abril.12778939_1015297758545663_7011179696771406561_o

E também teve anúncio de título.
432px-Pokémon_Adventures_JP_volume_110797959._UY200_
Como já era muito esperado (e pedido), a editora anunciou as fases Red/Green/Blue e Yellow de Pokemon Adventure. Para quem não sabe, ambas fases correspondem as duas primeiras da franquia, sendo RGB com 3 volumes e Yellow com 4. A editora não divulgou nenhuma noticia sobre a saga, nem qual será o nome utilizado ou se publicará ambas como uma coisa só ou fases separadas.

jbc-20-anos

Editora JBC

Durante a semana não tivemos grandes novidades, mas no vídeo da semana rolaram algumas informações.

A editora já está trabalhando em Knights of Sidonia. Ainda não divulgaram noticias “importantes”, mas o fato de já estarem mexendo pode significar que em breve ele vai pintar nas bancas.

Parasyte vai se tornar nacional em seu volume 7, o que causou uma baita bagunça na distribuição da editora. A fase 2 recém recebeu a edição 3, e esse mês vai receber duas edições juntas 7 e 4, depois 8 e 5 e assim respectivamente. Acho legal tentar transformar todos em nacionais, mas realmente precisa dessa bagunça?

O Henshin+ (e FMA?) teve sua data divulgada: será dia 9/4 em São Paulo.

Por fim, a editora prometeu um anúncio por semana até o Henshin+, ou seja, 5 títulos novos até o dia do evento.

O primeiro já saiu: Nigeru Otoko. Mangá em volume único de Natsumenigeru-otoko Ono (autor de Not Simple). O mangá conta uma história sobre uma floresta onde existe um urso, segundo a lenda, quem conseguir passar uma noite nessa floresta com o animal, terá os seus desejos realizados. A arte do mangá é um dos pontos que mais me chamou a atenção, fugindo um pouco do padrão que estamos acostumados.

Somando esse ao Nijigahara, podemos ver que a JBC está experimentando um modelo diferente de mangá. Eu gosto muito disso, ainda mais volumes únicos mais “reflexivos” e trabalhados. Espero que ambos ganhem um acabamento incrível.

Anúncios

17 comentários

  1. Tokyo Ghoul 1 ta perfeito pro custo, aí o 2 e o 3 vieram muito duros e o 4 além disso ta um pouco menor que os outros (que não me incomoda taaaaaaaaaanto assim, mas incomoda). Isso é uma pena. Mas acho que no geral ta melhorando mesmo. Pokemon Red eu me interessei bastante depois que a galera falou que é a “história mais dark de Pokemon” e de ver aquela Arbok cortada ao meio. Compra garantida.
    “…e chegará no checklist de Março da editora, o que vocês sabem quer dizer Abril.” O que quer dizer que na minha cidade chega em Maio.

    Eu adoro mangás de volume único, então Nigeru Otoko é outra compra garantida também. Acho que esses anúncios semanais não vão ser muito “impactantes” para a maior parte do público, pelo menos. Também me pergunto se FMA vai mesmo ser relançado agora. Não sei se seria bom anunciar vários titulos praticamente juntos com FMA, a menos que eles só pretendam só anunciar mesmo e relançar no final do ano. Sei lá.

    • Se for pensar, anúncios de one-shot não influenciam muito, pois não vão ser publicações que “disputem mercado”, ainda mais nesse molde de Nigeru que eu penso ser mais para livrarias do que bancas.

      Já FMA e Sidonia vem para cobrir buracos, só nesses próximos meses teremos os fins de Orange, Hellsing, YuYu e Parasyte, são 4 finais e apenas 2 séries até o momento (na real 3 com BBB), pela lógica, ainda vai ter mais 1 espaço novo nas bancas. Isso para não falar dos Ink, que termina Bullet e Savanna entra em hiato. Ou seja, tem muito espaço se abrindo na JBC e poucos mangás para ocupar.

      • Sim, volumes únicos não me preocupam, mas por exemplo agora em Março ela já vai lançar Kekkai. Quando fizeram aqueles posts na Henshin perguntando ao leitores que mês que eles gostariam que Kekkai fosse lançado, a maioria falava Junho, Maio ou depois que acabasse Orange. Mas eles largaram agora já em Março… podiam ter esperando um mês né.
        Eu nem lembrei que os títulos do Ink também iam acabar e entrar em hiato. Então pelo menos um desses anúncios deve ser da Ink.
        E tem UQ Holder também. 4 finais pra 4 séries novas, assumindo que FMA venha logo, o que eu duvido.

  2. O motivo do aumento de NGNL dessa vez é porwue aparentemente ele mudará para o papel avena pelo que está no site, qie é um up de qualidade. Se for isso mesmo, por mim poderia ter continuado o goma, mas vai ver que isso é pra começar a padronizar. Ou talvez seja coisa da crise de papel mesmo. Enfim, sdds Log Horizon.

    Eu decidi ler esse volume único que a JBC anunciou (assim como fiz com Vitamin antes de comprar) e… eh. Não é ruim, mas ele tem uma história bem simples. E o traço com certeza afastará muita gente. Acho que se a edição for caprichada, vale a pena ler pela primeira vez. Eu? Guardarei meus centavos pra Nijigahara que é sensacional e também para os anúncios que vem por aí.

  3. Atualmente eu vejo a JBC como a editora de mangás mais “séria” do mercado. Parte disso eu atribuo ao fato de ela não ter a mesma “bala na agulha” que a Panini, mas boa parte também é mérito próprio.
    Ela pode não conseguir trazer mangás com orelhas, marcador de página, adesivo e com qualidade Berserk/Palnetes a um valor de R$ 17,90, mas também não dá pra reclamar de Orange, Hellsing, Parasyte, Yuyu, etc.
    Ela faz o que pode, dentro do que consegue, além disso, o formato BIG foi uma baita iniciativa, lembrando que foi a JBC que elevou, primeiro, a qualidade dos mangás.

    Digo isso, porque eu acho sensacional essa ideia de fazer anúncios contínuos, mesmo que não sejam títulos de peso, já geram aquela expectativa. Fato é, que a JBC, com esses anúncios de volume único, expande o mercado de uma maneira espetacular. Obras que a gente nunca imaginava ver por aqui, estão aparecendo. Isso é sensacional. O Cão que Guarda as Estrelas, O Outro Cão, Lovecraft (citando os mais recentes). E séries curtas como Doubt, Tom Sawyer, Thermae Romae, entre tantos outros. Isso me faz acreditar que um dia poderemos ver Mushishi e Oyasumi PunPun, por aqui. Porque não?

    É claro que a JBC tem seus defeitos, mas atualmente, só tenho elogios quanto ao posicionamento que ela está tomando no mercado. Ela se colocou em um mercado paralelo com a Panini, no qual a Panini vive, basicamente de mainstream, que quando dá errado é cortado, e a JBC tem sim sua parcela de mainstream, mas vêm se colocando em um mercado onde a Panini não se arrisca, como o Haag disse, de títulos mais reflexivos.

    Depois de um certo tempo de leitura, você amadurece. Dificilmente deixa de gostar de mainstream, mas com o tempo, começa a enxergar muito mais do mesmo. Começa a prever o que vai acontecer na sequência, saber o nome dos poderes, quem vai ficar com quem, etc e, por esses motivos, e alguns mais, passa a querer ler coisas novas, mais “cabeçudas”.

    Quanto a FMA, acredito que o anúncio saia mesmo no Henshin+, mas o lançamento, só no segundo semestre, creio eu. É só pra criar mais hype! Lembra quanto tempo levou entre o anúncio de YuYu e seu efetivo lançamento? Acho que vai ser mais ou menos por aí.

    • Sabe que esse é um dos motivos pelo qual eu acho que o pessoal tem tanta “chatice” com a JBC? A editora não trás tanto do “pedido”, ou em palavras melhores, do “famosinho”.

      Lembro quando Zetman foi anunciado e eu comemorei mais que o mundial do Inter, e ao abrir a página da Henshin encontrei pessoas criticando, lembro de um fantástico “Fica trazendo essas merdas que ninguém conhece enquanto a Panini tem One Piece”. Não desmerecendo OP que eu amo, mas cara, Zetman é outro nível. Obras como Lúcifer e o Martelo também sofreram esse “pré-conceito” besta.

      É óbvio que eu gosto dos “modelo clássico” como OP, Magi e Nanatsu, me divertem. Gosto dos mais “modinhas” ou mais “famosinhos” como OPM, Parasyte e SIDONIA. Mas eu amo os mais reflexivos, 20th Century Boys é épico, Zetman é de tirar o folego e eu sonho com Onani Master Kurosawa na minha estante. E a JBC parece querer esse tipo de coisa, ela parece querer abrir um leque de opções.

      Vamos fazer justiça, a NewPOP também com Helter Skelter e Velvet Kiss.

      E esse é um dos motivos pelo qual eu tenho certa antipatia com a Panini. Porque ela pode, ela tem essa capacidade e poder. Ela pode trazer Pluto, ela pode investir em I’m A Hero e coisas nessa pegada. Ela pode tirar Solanin da L&PM e fazer um “Berserk”, mas não, a editora prefere viver na sua zona de conforto de Jump e não arriscar nada muito longe disso. Arakawa vem ai como um “diferente”, um alienígena em meio ao padrão Panini. Tomara que de resultados.

      • Foi exatamente isso que eu quis dizer. A Panini não sai do mainstream, enquanto a JBC, até por uma questão de poder aquisitivo, “passeia” por outros mercados. Sinceramente eu só pego títulos “diferentes” da Panini depois que estiverem muito bem encaminhados, até hoje choro as pitangas por Kekkaishi. Arakawa é muito legal, tem uma pegada diferente, mas só vou comprar quando acabar de lançar ou quando estiver bem próximo do final.

        E é extamente como você falou, a Panini tem bastante grana pra investir em mangás bons com um diferencial, basta olhar os mais recentes lançamentos, (Berserk, Planetes, Vagabond, OPM, até mesmo o sensacional volume 10 de AssClass), mas prefere ficar sempre com os mais famosos porque o lucro é mais certo. Enfim, essa é a atual estratégia da Panini, enquanto isso, a JBC vai ganhando cada vez mais minhas dilmas!

        Também curto mainstream (afinal, OP é meu favorito), mas é inegável que o nível de lançamentos que a JBC vem impondo, mesmo com obras de menor porte, ao meu ver, é muito melhor que o da Panini.

        Agora, partindo pra um gosto pessoal, eu torço um pouco o nariz, quando percebo que vem pela frente mais um mangá infinito. E isso é o que a Panini mais tem.

        E a pergunta que não quer calar… Cadê Dr. Slump?

  4. Tanto Nigeru Otoko, quanto Nijigaha Holograph são da editora Ohta Shuupan. Estou aqui procurando para ver se existe um título de impacto dessa editora. Eu acho que a editora negociou esses dois títulos em um pacote junto com um grande boom.

    Sweet Blue Flowers (aoi Hana) é dessa editora. Não me surpreenderia se a JBC anunciasse esse no Henshin +…

  5. Com certeza vou pegar Nigeru Otoko. Tô gostando dessa postura underground q a JBC tá adotando (já que a Conrad nos deixou órfãos). Tô pensando tbm em pegar Pokémon (só preciso preparar minha mente pros fanboys chatíssimos e pentelhos do Red fazendo comparações toscas e inconvenientes com o Ash. Não tenho paciência pra essas besteiras @_@)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s