Comentando o Volume #54 – Usagi Drop vol. 4

USAGI_DROP_A4_1431544250450040SK1431544250B

Quarta-feira chegou e vamos hoje para nosso segundo CoV seguido da NewPOP.

Bom, a ideia é que fosse do 1, quando cheguei em casa ontem eu peguei o mangá para ler, porém é tão incrível a obra, que quando me dei conta já era meia-noite, o jogo na TV já tinha terminado e eu estava pegando o 5 para ler. Por isso o CoV acabou ficando do último que eu li.

Usagi Drop é uma obra de Unita Yumi e foi publicado na revista Feel Young entre 2005 e 2011, sendo finalizado com 9 volumes de história e mais 1 de especiais. O mangá já recebeu tanto adaptação para animê quanto para live-action (ambos em 2011). No Brasil, o mangá chegou pela NewPOP em 2014.

A obra conta a vida de Daikichi, um solteiro de 30 anos que descobre no funeral de seu avô que ele tem uma “tia bastarda”, uma garotinha de 6 anos chamada Rin. Após uma briga entre seus familiares, onde até mesmo sugerem levar a garota para um orfanato, Daikichi decide assumir a guarda de Rin e todas as responsabilidades que vem com essa decisão.

A obra já começa nos acertando uma pergunta na capa mesmo, sem nem abrir o volume:

Você não acha que esse mundo é melhor do que você esperava?

Só essa frase já nos faz pensar um pouco, mas nós começamos a ler o mangá. Pensando depois com calma, a impressão que eu tive é que Usagi Drop foi me dando pequenos “socos estratégicos”, ao invés de me dar um soco decisivo pro nocaute, a obra vai ao poucos, um reflexão aqui e outra ali, onde o leitor achava que ia sair um capítulo “bestinha” e divertido, acaba se tornando um capítulo mais sentimental e reflexivo.

Reflexão. Essa é uma palavra (e suas variáveis) que eu vou acabar repetindo muito aqui no CoV e sempre que for falar de Usagi Drop, porque é isso que a obra, ao menos nesses primeiros volumes propõe.

A obra aparenta inicialmente que será sobre as mudanças que isso trará na vida de Daikichi, e não deixa de ser, mas também é uma obra sobre o mundo e as pessoas. É sobre como a mãe solteira luta para criar seu filho, é sobre os pais que ralam no emprego para sustentar a casa, é sobre a mãe que precisa abrir mão da própria filha, é sobre como uma garotinha de 6 anos e um adulto de 30 conhecem um mundo novo juntos.

É interessante ver como o Daikichi evoluiu monstruosamente em 4 volumes, como ele, sem perceber, se tornou alguém completamente confiável e apaixonante. O que era um excluído da família, agora é um pai responsável, e como as pessoas ao redor reconhecem isso. Também é interessante ver a naturalidade dele com essa questão sem ter consciência disso, pois é possível notar que as crianças o respeitam de verdade apenas pelas atitudes normais que ele toma. E ao mesmo tempo que vemos isso, vemos o Daikichi dizendo que não se vê como um pai ou responsável, é bem bacana esse contraste entre o ponto de vista de quem faz e o de quem vê de fora.

O post está ficando longo e já está quase virando uma review da série, mas é que Usagi Drop é uma série tão rica de detalhes, sentimentos e história, que torna impossível tentar fazer um post curto e sem aprofundar muito. Mas eu quero evitar agora, essa analise mais a fundo vai ficar para a Review final quando o mangá terminar.

Por isso, vai ficar parecendo que eu falei muito sem ter dito nada. Acho que a coisa mais importante que se pode dizer aqui é: COMPREM USAGI DROP.

De coração mesmo, vivemos falando que estamos fartos dos mesmos shonens de lutinha ou shoujos melosos, reclamamos que muita coisa boa não vem para o Brasil e todos os mimimis de sempre.

Mas nós temos Usagi Drop, e temos ele numa qualidade impar. Por isso comprem, riam e chorem, reflitam.

Obrigado NewPOP por essa maravilha.

E sim, o mundo pode ser melhor do que eu espero.

Anúncios

3 comentários

  1. Pingback: Review #78 – Usagi Drop | Itadakimasu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s