Comentando o Volume #56 – Kimi Ni Todoke vol. 24

KIMI_NI_TODOKE_A24_1455562291563828SK1455562291B

Quinta-feira chegou e hoje com o CoV de uma das obras que mais divide opiniões hoje em dia.

Muitos acham que KnT já deveria ter acabado, e vou ser honesto, até pouco tempo atrás eu também pensava assim. Mas porque mudei de ideia? Como vocês sabem, começo do ano comprei a coleção de KnT e depois de reler eu percebi que a série não está tão ruim, e muito menos perdida, quanto eu imaginava.

Só que Kimi Ni Todoke mudou seu foco, ele não é mais um mangá sobre a personagem estranha e excluída. Esse volume 24 deixou isso bem claro, podemos até mesmo dizer que ele é o fim e um recomeço. Depois de muito tempo a autora voltou a lembrar da antiga Sawako, colocou alguns flashbacks aos mesmo tempo em que mostrava como está a situação atual. Com uma literal coroação da personagem, ela encerrou de vez a garota excluída e mostrou que esse não é mais o foco da obra.

Mas isso trás a pergunta: se esse não é mais o foco de Kimi Ni, qual é então?

Está ali, já faz tempo. A série amadureceu assim como seus personagens, eles agora possuem novas preocupações e questionamentos. Todos estão entrando numa nova fase de suas vidas, tomando decisões que podem impactar em seus futuros e relacionamentos.

Muitas pessoas não estão gostando dessa mudança de foco, desse amadurecimento. Vejo muitos que dizem que a série se perdeu completamente e que hoje é apenas enrolação. Não vou dizer que não, mas após ler todos os 23 volumes direto (levei 5 dias) eu percebi que não teve esse “perdido”, pelo contrário, aos poucos foi tendo essa evolução, estava lá, mas a gente não percebia (ou não queria perceber).

Vou citar um exemplo que pra mim descreve o que está acontecendo: Kimi No Iru Machi. Quem acompanhou a série deve lembrar que ela começou como uma série de colegial, passou pela fase da faculdade e entrou até mesmo na vida adulta dos personagens até seu final. Eu gostei demais, foi interessante ver aquela evolução nos personagens.

E Kimi Ni está seguindo esse caminho, ele vai sim entrar na faculdade provavelmente, tenho quase certeza disso. E digo mais, perderemos Chizu e Ryu da história, acho que esses dois vão acabar “virando adultos” antes dos demais e casando ou algo do tipo. Pelo que estou entendendo, teremos Kurumi entrando no grupo central cada vez mais, provavelmente virando a principal amiga de Sawako, ainda mais se confirmar os afastamentos de Chizu e Yano.

Honetamente, acho que a melhor opção para KnT seria um final e recomeço oficiais. “Como assim Haag?” Acho que deveria acontecer algo como (um exemplo bem forçado) Tokyo Ghoul.

A autora encerra Kimi Ni Todoke no final do colégio, na formatura deles, cada um tomando seu caminho, seja se separando ou não. Depois recomeça uma série nova, um “Kimi Ni Todoke: Re”, com a nova fase da história, com um novo folego, novos personagens e nova temática.

Eu provavelmente sou um dos poucos que quero saber como a história vai seguir, estou bem curioso.

Kimi Ni Todoke não é mais o mesmo, isso é inegável. Ele não é mais um mangá para “menininhas” (desculpem a falta de termo melhor), ele quer mais, quer ser um mangá com conteúdo e questionamentos mais fundos do que apenas “será que ele gosta de mim”.

E eu acho que isso não é tão ruim quanto parece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s