Comentando o Volume #106 – Saintia Shô vol. 02

saintia_sho_a02_1481300388597619sk1481300388b

Chegamos em mais uma quinta-feira e eu quase fiz um post de quinta após ver um debate sobre traduzir ou não títulos. Mas me segurei e mantive meu planejamento de trazer o CoV do segundo volume de Saintia Shô.

Ah Haag, vai ser de todos os volumes?” A principio não, esse post de hoje é muito mais para dar uma comparada no andar da história.

Após os acontecimentos no final do 1, Shoko decidiu se tornar uma Saintia no lugar da irmã, e para isso é enviada para treinar em um templo sagrado, enquanto isso, Saori é atacada pelas forças do mal.

Bom, não é nada original ou muito diferente do que estamos acostumados com as histórias de Cavaleiros, mas é algo que se feito direito, tem tudo para dar certo.

Eu comentei no volume 1 que o maior defeito em Saintia Shô para mim é a escolha do momento em que a história se passa. Novamente a história se enrola um pouco em fatos que ocorrem entre os da história principal, novas divergências que mostram como não era um bom momento.

Nesse volume vemos algumas batalhas que não poderiam ter ocorrido sem impactar na Guerra Galáctica, como o Jabu (sempre ele) tomando uma surra e a Saori quase sendo sequestrada. Ok, tem as Saintias para impedir, mas de qualquer forma é meio impossível que os Cavaleiros não se metam.

Esse volume também dá alguns toques do que seria a batalha do Santuário, mostrando que alguns cavaleiros de ouro desconfiam das atitudes do Mestre do Santuário. O problema aqui é que dá a impressão de que Miro de Escorpião sabe toda a verdade, porém na história principal nós vemos que ele é um dos que acaba enganado pelo Mestre. Então novamente vemos um conflito nas histórias.20170216_092523.jpg

É como eu disse no post anterior, poderia até ser junto com a principal, mas que fosse no minimo após o final do arco do Santuário, pois assim todos já saberiam que a Saori é a verdadeira Athena e ficaria com menos furos.

Um ponto bem negativo que quero comentar foi no trabalho da JBC, e ao menos nos volumes que vi, é algo que se repetiu. O mangá possui páginas coloridas (muito bonitas por sinal), porém a colagem da gráfica matou completamente a arte, nessa foto por exemplo, metade do rosto da personagem está na junção das páginas.

É um “errinho” simples, mas que incomoda, pois tira um pouco o “sentido” das páginas coloridas. Eu sou da opinião que não adianta fazer algo legal se for para entregar meia boca, não adianta exaltar as páginas coloridas se for para entregar com a arte cortada.

Numa analise mais direta: Saintia Shô é bom e está me agradando demais, para quem gosta dos padrões battle shonen de sempre, essa é uma obra interessante. Para quem gosta de Cavaleiros, é uma obra divertida, mas cheia de furos.

No geral, é um mangá muito bom para se divertir.

Anúncios

1 comentário

  1. Como tinha comentado contigo, estou na dúvida se pego ou não. Dei uma enjoada boa de CDZ e suas milhões de versões diferentes. Sei lá, acho que talvez um pouco de super exposição. Algo que atualmente vêm acontecendo bastante com Avengers.

    De qualquer forma, gostei do CoV, me animou um pouquinho a comprar, mas acho que ainda vou esperar mais um pouco. SS não tá com cara de que vai esgotar logo.

    Quanto ao post de discussão da tradução ou não, traz sim pra gente ver o que a galera pensa e trocar ideias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s