Novidades do Mercado #88

Eu achei que já tinha visto semanas inacreditáveis, mas essa é possivelmente uma das mais mentirosas dos últimos tempos. Sem mais delongas, vamos para as noticias:

Editora Darkside

Tivemos finalmente noticias do aguardado mangá da Darkside, e quando eu digo aguardado é por conhecer a qualidade gráfica da editora em seus livros e por esse motivo estar bem esperançoso do que vou ver.

Fragmentos do Horror será lançado dia 26 de Julho com o preço de R$ 54,90, embora já esteja com pré-venda e desconto em várias lojas online. Como já era esperado por quem conhece a editora, o mangá virá com capa dura. O papel não foi confirmado, mas eu acredito que deva ser pólen já que é o utilizado pela Darkside em seus livros. A capa também foi liberada (abaixo) e confesso que não gostei muito do nome do autor estar tão em destaque, entendo que a editora que usar o peso do nome (assim como vemos em livros do Stephen King), mas no meu gosto particular é feio.

Vale comentar também que a editora anunciou duas Graphic Novel também. A primeira é Wytches, obra escrita pelo renomado Scott Snyder (já escreveu Batman e Superman) e será lançada também em 26/07 por R$ 59,90. A segunda é Meu Amigo Dahmer, obra premiada do escritor Derf Backderf, que será a primeira obra da editora, chegando em 28/06 por R$ 59,90. Ambas já se encontram em pré-venda e com desconto nas lojas online.

Sinceramente, a Darkside está chutando a porta ao entrar no mercado dos quadrinhos. Tomara que vingue.

Editora Panini

Vazou agora pouco (e deu tempo de vir pro post) os preços dos próximos três lançamentos da editora, dessa vez não foi O Vício e sim o Capitão Onigiri que “vazou” por meio de um formulário de pré-venda. Segundo a loja, esses preços foram passados pelo distribuidor.

As obras são: Nisekoi (de junho), Dr. Slump e Hikari no Machi (julho), todas elas custando R$ 13,90, o que significa brite. Em Nisekoi e Dr. Slump isso nem surpreende, porém em Hikari no Machi é estranho, pois se trata de um volume único e isso normalmente é no “formato luxo” da editora.

Dificilmente esses vazamentos de preço da Panini estão errados, mas mesmo assim vamos esperar a confirmação oficial.

Editora JBC

Para fechar temos a grande surpresa do ano: A JBC FEZ ANÚNCIO!!! (e aparentemente alguém não gostou).

Não meus amigos, não é nenhuma mentira, como sexta passada era aniversário de 2 anos do Itadakimasu, a editora liberou um anúncio para nosso bolão. 😛

A obra é Kimi No Na Wa, ou no nome internacional Your Name. A obra possui três volumes e adapta o filme recente de Makoto Shinkai, autor de 5 Centímetros por Segundo. A editora não divulgou nada sobre formato, data e preço, mas no Twitter o Cassius deu a entender que virá em brite.


PS: Não comentei nada da treta dos scans pois o post hoje é só de novidades. Na quinta faço nosso bom e velho Post de Quinta e dou um pitaco nesse tema.

Porque você sabem, aqui no blog é tipo microondas, tudo é requentado. 😛

Anúncios

18 comentários

  1. Sobre os títulos da Darkside eu estou bem ansioso para vê-los. Não é meu gênero predileto mas darei uma chance por gostar bastante dos livros da editora.

    Eu até queria comprar Hikari no Machi mas com ele vindo em brite eu não sei não. Estou tentando aos poucos parar de comprar títulos em brite e justo um volume único vem nesse papel, Panini me decepcionou dessa vez.

    JBC mão leve hUSAH … Torço para a NewPop lançar algo que tecnicamente era certo de ser JBC para a treta ficar maior kkkkk … Your Name não é um prioridade, ainda nem vi o filme e talvez eu fique com ele, mas por provavelmente vir em brite, pode ser que eu não pegue.

    E esse comentário do Cassius, nanatsu se não me engano já está vindo a R$14,90 que é o quase o preço de Berserk R$16,90 … Acho que ta na hora da JBC rever esses preços sinceramente. Está na hora de para de colocar frescuras na capa e começar a cuidar do miolo do mangá.

  2. Dark Side chutando bundas! Realmente um formato muito bom, porém isso meio que limita a editora, que vai ter que lançar coleções realmente curtas, no máximo 5 volumes, pra manter o padrão e não ficar inviável, tanto pra editora, quanto pra nós.

    Deixa eu ver se eu entendi, o Júnior ficou meio P da vida porque a New Pop geralmente publica obras do Shinkai?

    E sinceramente, se Hikari no Machi vier em brite, vai ser a segunda decepção bem próxima uma da outra que a Panini me proporciona. Só não deixo passar por ser do Asano, mas não consigo entender a Panini, lançando Hal em offset e Hikari em brite.

    Pela pista dada ridiculamente pela JBC, jurava que era Erased, mas não da pra reclamar sendo Shinkai

    Boiei nesse lance da treta dos scans ._.’

      • JBC fazendo o que se espera de uma empresa com problemas em uma crise. Pra mim isso confirma que a JBC não está muito bem das pernas e que está usando seus coringas pra fazer a galera consumir alguns titulos. Ou não, porque um tempo atrás a Panini deu um chilique parecido (e não acho que ela estava passando por dificuldades).

        Sobre a NewPop, tbm não acredito em coincidência não! Eles deviam estar “namorando” Kimi no Na Wa e a JBC furou o olho! Kkkk!!!

        Rachei com esse lance do gato! Minha irmã está sofrendo com um tbm! O que esses gatos comem? Como desliga? Kkkkk

        Eu acho que foi um erro o preço de Hikari, é muito fácil um distribuidor que entrega vários títulos “pular” uma linha na hora de marcar um preço ou se enganar no valor e ir “pela maioria”, mas não da pra negar que desanima!

        Com periodicidades maiores realmente da pra manter algumas séries, a Panini faz isso o tempo todo com comics. E eu já esperava algo diferenciado da DS. Ela e a Aleph estão revolucionando em termos de qualidade!!!

      • Bem, se for tornar mensal fico feliz, porque daria pra publicar tranquilamente mais um ano e meio direto até começar a encostar no Japão! Mas duvido um pouco, o único motivo plausível que consigo enxergar pra essa mudança, é o aumento na quantidade de títulos da editora, o que justificaria uma alteração em algumas periodicidades, mas… Sei não.

        Outra coisa que ia comentar: eu vi o pessoal reclamando de Dr. Slump em brite. Sério isso? A galera achava que Dr. Slump viria em offset? Num formato superior à obra máxima do autor? E ainda mais slump que vai ser um possível novo Beel, que dificilmente ganhará relançamento!! Galera tem noção não…

    • Meu gato ta azucrinando minha mão e eu apertei enviar sem querer. Continuando.

      Concordo de Hal, achei realmente foda esse preço do Hikari. Espero que seja erro realmente, embora temos que ver que por ser de banca a editora está com certo receio de uma obra tão “adulta”.

      Da Darkside eu não espero séries longas sabe. Esse Wytches é série, mas quase anual. Se vier vai ser una Usumaki e tal. Sem contar que o catálogo dela é bem específico, então ajuda a dosar também.

  3. Considerando aquela “zoada” que o Cassius deu no último Henshin Online, sobre o formato de Blame lançando moda, eu também não acredito que esse post do Júnior não foi uma indireta de volta, hhahahaha.
    Poxa, eu odeio quando duas editoras lançam obras diferentes do mesmo autor, já que eu gosto de deixar as obras do cara juntas na prateleira, mas aí o tamanho de cada uma é diferente ;-;

    Esse preço de Hikari no Machi com certeza é erro. Não faz sentido nenhum.

    Eu espero muito que a DarkSide lance outras obras do Junji Ito, principalmente se for num formato parecido com o americano, tipo aquele Uzumaki 3 em 1 lindão. É improvável por causa do preço alto que iria ficar aquele troço de mais de 600 páginas, mas já que é a DarkSide…

    *esperando post de quinta*

  4. Cada dia que passa é uma surpresa nova, agora além dos Mangás, vou começar a comprar Pipoca pra sentar e curtir as tretas das editoras, hahaha!!

    Sobre a JBC, falar que o formato deles “lançou” moda, só mostra o quão infantil eles estão sendo ultimamente. E outra, não duvido que estejam “mal das pernas” ou quase isso. Explico:

    Primeiro ponto é, eles tiveram anos pra vedar as obras licenciadas oficialmente por eles das Scans, mas só estão fazendo isto justamente agora visando lucar um pouco mais em suas vendas, ou seja, pelo jeito só estão vendendo Kanzenban, GItS, Fullmetall, e possivelmente a pré-venda de Akira. Outros títulos não devem estar tão bem, a julgar o preço destes citados.

    E outra, o formato delas lançou moda, tá bom, e daí? Qual editora publicou Nijigahara só porquê Solanin esgotou e foi reimpresso na L&PM, mostrando assim a força do autor por aqui? Qual editora vai publicar Shinkai, logo após suas obras praticamente esgotarem na NewPOP? Bom… pelo jeito, outras editoras estão lançando autores que são moda, né JBC?

    Uma pena² que a costura e a gramatura da NewPOP não lançam moda pros Off-Set deles…

    Porém devo defender… uma pena³ que o brite da JBC não lance moda pra Tia Panini…

    Agora resumindo tudo isso; a JBC em 2015 lançou a carta armadilha da publicação de 30 títulos, foi mecher com a Panini que tava na dela, e agora ela detém ainda mais a maioria das vendas, e a NewPOP cresceu enquanto as duas citadas “trocavam tapas”. Agora a JBC não lança quase nada, só lança aquilo que espera vender de outras editoras (obras de autores renomados) pra ter certeza de ter lucro.

    Boa parte disso, aposto, deve ser encalhe de Mangás como Gangsta, que o pessoal reclamou demais, e títulos não tão necessários quanto os do INK Comics.

    Sobre as scans…

    Concordo com JBC como sendo direito dela. Porém, muitas pessoas só compram algo após conhecer (eu sou um exemplo). Nunca irei comprar um título no escuro sem antes ter lido online pelo menos o primeiro volume. Mas é direito deles, não temos o que reclamar.

    • Quinta eu vou dar meu pitaco maior nisso sabe, mas tem algumas coisas a mais na minha opinião sobre esse rolo das scans. Claro, muito é suposição minha, mas tipo:

      1. Eu li o comunicado da Mangas Project e pelo que entendi eles já tinham sido notificado tem um tempo, mas estavam tentando “dialogar” com a editora. Nem tenho como saber se levaram dois dias, uma semana ou até meses até tirar do ar, então não dá pra dizer que foi algo de agora.

      2. A gente tem que lembrar que a JBC tem o drive anunciado para leitura digital. Numa dessas isso pode ser uma preparação para o seu sistema, pois não adiantaria eles liberarem um plano de assinatura que iria competir com sites gratuitos que nem precisam competir em busca de direitos.

      É uma concorrência bem injusta se pensarmos. Mas claro, a Netflix não sai pedindo para os sites online tirarem seus filmes. Então realmente é um debate com vários pontos de vista.

      Eu concordo com você sobre a questão da infantilidade, está demais nessas editoras. Muitas picuinhas e posts de indiretas, tá cansando de tão chato.

      • Cara, se o Henshin Drive for tão inteligente quanto foi o Netflix e cobrar um valor realmente justo, pode no mínimo roubar uma boa parte dos leitores “clandestinos”.
        Atualmente, tem muita série que dou preferência em assistir pelo Netflix e posso afirmar que a quantidade de séries que eu baixo diminuiu muito.

        Ansioso pelo post de quinta!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s