Comentando o Volume #135 – UnFollow vol. 01

Sexta-feira chegou e com ela o CoV de uma HQ da Vertigo que está sendo lançada pela Panini.

UnFollow é um título com roteiro de Rob Williams e arte de Mike Dowling, a obra foi publicada pela Vertigo entre começo de 2016 e metade de 2017, finalizando com um total de 18 volumes. No Brasil, a obra chegou pela Panini em julho em um formato que irá compilar sempre 6 volumes do original, ou seja, será finalizado aqui com 3 volumes totais.

A história é uma espécie de survivor game. Tudo começa quando o milionário criador de uma rede social, doente em estado terminal, decide dividir sua fortuna entre 140 pessoas aleatórias. O problema está em que cada vez que uma dessas pessoas morrer, o dinheiro será novamente dividido igualmente entre todas as pessoas ainda vivas.

Eu gosto muito desse tipo de obra, vocês sabem disso. Battle Royale, Mirai Nikki, Jogos Vorazes e até mesmo o bizarro Jogo do Rei me interessaram por essa temática. Por isso eu busque o UnFollow assim que li a sinopse e fiquei curioso para ver como renderia.

A ideia aqui é diferente de todas as outras, em UnFollow não é necessariamente um jogo como os outros. Ninguém precisa matar, todos vão receber o dinheiro independente de quantos vão estar vivos no final. Isso rompe um pouco aquela “obrigatoriedade” comum nas obras de sobrevivência, pois se todos cruzarem os braços e se contentarem com o dinheiro, tudo dá certo.

Só que as coisas não parecem ter sido tão aleatórias quanto o criador esperava, outras pessoas parecem também ter seus planos para essa divisão do dinheiro. Sem contar claro, aqueles que querem a grana apenas para si. Tudo isso me empolgou em ler uma boa obra de busca por sobrevivência, alguns personagens são interessantes e ao mesmo tempo misteriosos.

Mas ao mesmo tempo isso me decepcionou demais.

Após terminar de ler o volume eu confesso que estava com um hype alto pelos próximos volumes, mas então me dei conta de uma coisa: esse primeiro volume tem 6 de 18 capítulos, ou seja, 1/3 de toda a obra já foi contada.

Então fiquei pensando e me vi um tanto preocupado com os rumos que ela vai tomar. Ainda tem 138 pessoas vivas, ok, maioria são figurantes e os números vão começar a despencar. Só que me preocupa a velocidade que tudo vai acontecer, se criou mistérios demais e se espalhou os personagens tanto que corre o risco de ficar corrido. Será que vai rolar um período de calmaria para depois de meses recomeçar a matança? Será que vai ser tudo naquele mesmo ritmo?

Porque tem isso, todo o primeiro volume se passou em menos de 24 horas. Na verdade uns 2 dos 6 capítulos se passa em apenas uma noite.

Trocando em miúdos, aconteceu pouca coisa para “tanto espaço” HQ, se fosse um quadrinho de 30 capítulos que ficaria em 5 volumes eu provavelmente não estaria comentando nada disso. Toda a apresentação que fizeram compensa 1/5 de uma obra, mas não é o caso e isso me preocupou bastante.

Eu gostei da arte em alguns momentos, em outras ela me pareceu estanha demais.

O preço de capa é R$ 23,90, a qualidade física da Panini está normal para quem está acostumado a comprar esse tipo de HQ. A periodicidade já é um ponto negativo, a editora colocou como “Indefinida”, ou seja, vai ser o popular “quando der um espacinho”.

Vou completar, mas admito que com alguns pés atrás.

6 comentários

  1. Eu confesso que fiquei um tanto quanto preocupado com isso também. Mas depois parei pra refletir que temos uns 6 a 8 personagens principais, talvez nem isso, me lembro do moleque que vê a pantera, o Akira, a loira, a ex-milionária (que é milionária de novo), o mascarado, o crocodilo e a cinegrafista. Faltou alguém? Já li faz um tempinho, então não lembro.
    Como temos uns 8 personagens, talvez usem o segundo volume pra matar 130 (kkkkk) e deixar o último volume pra fechar com esses 8. que aliás, não precisa sobrar apenas um, é como você falou, não tem a obrigação de matar.

    Quanto à periodicidade, eu acho até bom porque aí tu não fica doido querendo comprar tudo ao mesmo tempo (no sentido de ter muita coisa pra comprar), mas por outro lado, fica com medo da Panini simplesmente guardar o título na geladeira e não lançar os dois volumes restantes. Pelo que sei, UnFollow fez bastante sucesso lá fora e a galera já pedia há um tempo, então acho que vendeu legal. O mesmo já não posso dizer de Hinterkind, que também possui 3 volumes ao todo, mas que não vendeu muito bem o primeiro por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s